sábado, 9 de julho de 2005

Arranjar meio de vida, Margarida

ggggggggggggggggggggg
gggggggggggggggggggggggg
ggggggggggggg
ggggggggggggggg
g
gggggggggggggggggg
gggg
g
ggg
ggggggggggggggggggg
ggggggggggggg
ggggggggggggggggg
ggggggggggggggggggggggggg
gggggggggggggggggggggggg
gggggggggggggggggggggg
ggggggggggggggggggg
gggggggggggggggg
gggggggggggggg
ggggggggggg
ggggggg
g
g
g
g
g
g
g
g
c

rrrrrrrrrrrrrrrrrr


Até que é gostoso.


Ah! Mas que saudade...

São João-da-ra-rão
Tem uma gaita-ra-rai-ta
Quando toca-ra-ro-ca
Bate nela
Todos os anja-ra-ran-jos
Tocam gaita-ra-rai-ta
Tocam tan-ta-ra-tan-to
Aqui na Terra


Lá no ce-ren-te-re-ren-to
Da aveni-di-ri-di-da
Tem xaró-pó-ró-pó-pe
Escorregou
Agarrou-se-ri-gou-se
Em meu vesti-di-ri-di-do
Deu uma pre-gue-re-gue-ga
E me deixou


Maria, tu vai ao baile
Tu leva o chale
Que vai chover
E depois de madrugada
Ai, ai! Toda Molhada
Ai, ai! Tu vai morrer

São João-da-ra-rão

Tem uma gaita-ra-rai-ta
Quando toca-ra-ro-ca
Bate nelaTodos os anja-ra-ran-jos
Tocam gaita-ra-rai-ta
Tocam tan-ta-ra-tan-to
Aqui na Terra

Lá no ce-ren-te-re-ren-to

Da aveni-di-ri-di-da
Tem xaró-pó-ró-pó-pe
Escorregou
Agarrou-se-ri-gou-se
Em meu vesti-di-ri-di-do
Deu uma pre-gue-re-gue-ga
E me deixou

Maria, tu vai casares
E eu vou te dares
Os parabéns
Vou te dares uma prenda
Ai, ai! Saia de renda
Ai, ai! E dois vinténs


Até que é gostoso sentir saudade, sentir muitas saudades. Sonhar. Ter pesadelos. Perceber que se é menos complexo do que se imaginava; cantar a Fuga Proverbial do Oswaldo Lacerda.

Pato e parente só serve pra sujar a casa da gente.

Arranjar meio de vida, Margarida. Pra você gostar de mim.
Eu fiquei com tanto medo.
Eu fiquei com medo de dormir com a cabeça do lado da porta. Não dá. Instinto. Extinto o caralho!

Perdão pelo linguajar chulo.
Chulíssimo.

Eu acho que a democracia só é justa quando aplicada a uma sociedade igualitária.
- Mas isso é utopia. A democracia não pode ser justa. O mundo não é justo. Só haverá Justiça no juizo final.

Juizo final... Nem lembrava.
Acho que eu não acredito no juizo final.
E se em vez de Deus fôr Zeus? E se fôr Shiva? E se fôr a Rita?
É! A Rita!...

este nosso pato é meio sombrio

Até que é gostoso tocar.
Pensar em entrar numa orquestra.
Depois de quantos anos?
Eu gostava daquela orquestra. E quando eu sentei ao lado da spalla dos primeiros violinos, eu caí.
Fui reprovado em música. Reprovado em música. Reprovado em música.
Artur, eu tenho medo de tentar de novo. Hoje, eu tenho medo de fazer faculdade de Música.
Mas eu vou entrar numa orquestra, quem sabe a partir daí o medo... enfim.
Tocar numa orquestra, ir com esta tocar na França no final do ano; ou será Espanha?
Eu vou partir
Pra cidade grantida proibida
Arranjar meio de vida, Margarida
Pra você gostar de mim.
Arranjar meio de vida, Marina; pra você gostar de mim.
(Mas você já gosta de mim...)
Enfim...
Eu não quero ser geógrafo, Artur.
Eu gosto muito de você, sabia?
Quem sabe eu entro na orquestra?
Quem sabe eu faço música?
Quem sabe eu faço Música!

Saudade da Mali...

A Paulinha e o Dobay.

Toc-toc! Quem é? É o frio.

Eu ligo ligo e a Mali não atende.
Eu vou ver um filme com a mãe e com a avó e ela me liga. Eu não atendo.
Só percebo o recado depois.
É. Eu amo você.
Ah! eu realmente amo você.
E eu quero fazer música.
Eu quero sim, Tu!

(Teve jogo do UT, no espelho, o emblema aparece como TU, aí eu lembro de você.)

A gente ganhou o jogo.
E eu fui no dentista.
Eu tenho que começar a mastigar com os dentes do lado esquerdo.

E o filme.
Lençol.
Areia.
Os lençóis maranhenses me lembraram Macondo.
Macondo não é feita de areia. Mas a areia avança e vai devorando tudo.

Que diabos eu faço com a Física?

A Lua é sempre a mesma.
Que importa a física, a Cosmologia?
A Lua é sempre a mesma.
"O homem foi pra lua. E o que ele achou lá? Nada. Dizem. Dizem que lá só tem areia."

Mas a física me aproxima da Origem e do Ser, ou de Deus, se preferir, Zeus, Shiva, ou a Rita.
Aliás, por que não a Rita?

Um comentário: