domingo, 19 de março de 2006

Enquanto isso...

No SBT, o mais bonito mecânico do Brasil.
No Carrefour, uma lata de pó royal está sem a tampa.
No Metrô, um sujeito tropeça na escada.
No MuBE, um senhor dorme de boca aberta.
No Bom Retiro, alguém despe um manequim.
No prédio da frente, alguns livros caem no chão.
No Sol, átomos de hidrogênio se fundem.
No Ibirapuera, a corrida dominical termina.
No Anhangabaú, as luzes vermelhas voltam para casa.
No céu, um avião desconhecido.
No elevador, um cara senta e espera o seu andar.
No outro, os namorados olham um para a cara do outro.
Num quarto, uns amigos fazem música.
Na escola, os cachorros perseguem as ratazanas.
No esgoto, imaginações fétidas.
Na USP, fantasmas.
Na toca, a Lôba.
Nos pólos, a noite ou o dia.
No computador, bajulações.
Na sala dos professores, giz marrom.
Na lanchonete, um bigodudo pede a conta.
Na redação, um editor grita.
No estádio, um jogador se cansa.
Na arquibancada, um torcedor não fica feliz com o gol do seu time.
No escuro, quatro pernas se confundem.
No escuro, duas pernas solitárias.
Na rua, o motoqueiro faz barulho.
Na sarjeta, um desistente lembra do filho.
No centro da Galáxia, um buraco negro engole-se.
Na borda de outra Galáxia, surge vida.
Na pequena cidade, a moça repele o rapaz
Na cidadezinha, a moça planeja sua fuga.
Na Alemanha, um vírus infecta uma criança.
Na África do Sul, um rico se mata.
Na Amazônia, um boto cor-de-rosa.
No armário da donzela, tomara-que-caia.
No couro de um tambor, saudade do carnaval.
No pote de moedas, a nota de um dólar.
Na Móoca, alguém exala conspirações.
No intestino de um boi, gás metano.
No oceano, uma garrafa de vidro vem à tona.
No mar, golfinhos pescam.
No mar, microorganismos iluminam a água.
Na Índia, um corpo é cremado.
Na Itália, um violino perde a alma.
No Suriname, o garotinho perde os dedos.
Na Austrália, canta-se uma canção há muito esquecida.
No toca-fitas, Marisa Monte.
Na sombra, segurança.
No bêco assustador, sombras.
No ármario entreaberto, susto.
Na janela, vento.
No vento...

2 comentários: