sábado, 4 de março de 2006

Pregado na Porta

Senhores,

Encontro-me, no momento, indisposto a certas coisas. Nossas tão queridas atividades costumeiras deverão ocorrer sem mim durante algum tempo. Estou absorto em questões que considero ontologicamente fundamentais. Preciso apreender, construir, criar, compreender. Isso em vista, peço a sua licença para mudar meu tom, foco e abordagem pelos próximos dias. Peço também que não se incomodem com um eventual isolamento ou distanciamento e que se aproximem com o cuidado de respeitar minha posição. Aceito companhia.

Com muito amor,

Yuri

4 comentários:

  1. Por que eu tinha certeza que alguém diria isso?...

    ResponderExcluir
  2. Por que é o tipo de coisa que você diria?

    ResponderExcluir
  3. Não é o tipo de coisa que eu diria. É o tipo de coisa que o Pedro diz.

    ResponderExcluir