sábado, 3 de junho de 2006

O Homem Que Se Perdeu (Poema Culinário)

Mas faltava queijo.

E o homem se perdeu.
Sumiu a confiança
Sumiu a fortaleza
Ficou feito criança
Apoiado sobre a mesa

Não importava a calabresa
Não importava a malagueta
Não importava nem a massa:
Aonde fôra toda a graça?

Abandonou a cara no prato
(até o molho estava magro)
Renunciou o patriarcado
Recusou o pernil dourado

Levantou-se horrorizado
Grunhiu, gemeu, aquietou-se
Teve medo do guardanapo
Marcado com vinho doce

A fartura era toda falsa
Não reconhecia a própria casa
Não encontrou na parede
O sabor do capelete

Tentou orar mas não podia
Nada mais tinha sentido:
Mesmo se não fôsse a comida fria,
Sentia tudo descabido

A família tão insossa!
Era incompreensível a sua sina
Nem os filhos nem espôsa
Inspiravam calma vespertina

Faltava queijo.
Aquela refeição fôra perdida.

Queria o queijo de volta.
Quem sabe um outro dia?...

3 comentários:

  1. Quem não te conhece não sabe qual o significado de queijo. ^^

    ResponderExcluir
  2. eu não entendi.... hehehe... droga ¬¬"
    bom, fike feliz q o queijo um dia volta

    ResponderExcluir
  3. Bellinha

    Noosaa Adoreei o Pooema...Até pq sou louca por queijo...rsrs

    E realmente uma refeição sem queijo naum é uma refeição completa.

    Bjxx´

    ResponderExcluir