segunda-feira, 4 de setembro de 2006

Novidade

Pois quando perguntaram de que lado vocês ficariam numa eventual briga, nem lembro quem respondeu.

Mas não interessa. Agora, depois de tudo, vocês entenderão que não os suporto, apesar de amá-los. Também não os suporto, creio que seja perceptível.

Por quanto tempo?

Um dia nos vemos de novo,
mas por enquanto que alegria que são

Nina, Rafa, Cunha, Bia, Flávia, Déia, Júlia, Luca, Henrique, Felis, Isa, Fernando, Felipe, Dani, Ana, Sil, Rô, Line, Júlia, Júlia, Paula, Paulinha, Manfra, Pati, David, Sofia, My, Dri, Gabi, Jota, Franco, Amanda, Alê, Bia, Gac, Vivi, Mô, Karen, Juliana, Márcio, Formiga, Giu, Muri, Dante, Edu, Gui, Pedro, Nonô, Maria, Mariana, Henrique, Olavo, Cá, Ivens, Fernanda, Ana, Edu, Mariana
...

Juazeiro, seje franco: ela tem um novo amor?
Se não tem por que tu choras, solidário a minha dor?


Juazeiro, meu destino tá ligado junto ao teu
No teu tronco tem dois nomes, ela mesma é que escreveu.

Ai, juazeiro.....
Ai, juazeiro,
Ai, juazeiro........

(Música!) Não aguento mais doer.


____________________
De onde vem essa coisa tão crua que me acorda e me põe no meio da rua?

Será que é isso?
E se não for, que seja.

Estou sertanejo, é o que quero.

Estou sertanejo, estou preferindo, escolhendo.
Amém.

.é difícil defender só com palavras a vida.


Você ama?
Qualquer maneira de amor vale a pena.

.
.
.
.
.
.
.

E no final, tudo dará certo. E a ordem natural das coisas será respeitada. E o mundo será justo.
E você.... ah!

§§§

Eu estou certo de que sou eu mesmo.

E estou orgulhoso da forma como o mundo está aí. e tudo o que faço ou fiz tem alguma válidade.

(Mesmo que me doa, me indigne, me rechace.)


É seu Francisco, boné e cachimbo, me ensinando que a luta é mesmo comigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário