terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Viva Barcelona!

Como que eu me fascino tanto?

Só posso dizer que, em uma noite de temperatura amena, sem vaidade alguma, ir ao cinema na Paulista sozinho e com um ticket que me deixava ver o filme de graça e assistir a Vicky Cristina Barcelona é simplesmente uma delícia.

Principalmente com a cabeça cheia de sentimentos e em busca constante e apaixonada por uma companhia.

Nessas condições, repito, é uma delícia.

De resto não digo nada, porque só sei do que eu sei, mesmo.

2 comentários: