quinta-feira, 19 de março de 2009

E é por isso que os homens morrem: magnitudes

Veio de Madrid, navegando pela rede, o muito bom blog 0,23,o tempo de um piscar, e o tempo que leva para ler cada conto da coleção que é o blog de L. M.

Ele permitiu que eu fizesse uma tradução de um de seus contos para o português e que publicasse aqui, na seção E é por isso que os homens morrem, que é, como já disse, "para textos que revelan verdades profundas, de todas las formas posibles."
Portanto, segue o conto de L. M., com tradução minha. Clicando no título, você será levado para o original em espanhol.
magnitudes


L. M. é capaz de contar as coisas mais inesperadas. Sabe, desde criança, que seu pâncreas tem 127.468 células. Que os clientes do serviço de taxi de Londres perderam hoje um total de 457,54 libras debaixo do assento traseiro. Ou que nesta semana 3.211 mães andaluzas com filhos em idade pré-escolar prenderam os fundos de suas calças com grampos. Mas seu conhecimento é apenas quantitativo, nunca qualitativo. Assim, sabe que ao seu enterro virão 28 pessoas; porém é incapaz de dizer quem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário