sábado, 20 de junho de 2009

Você inventa grite, eu invento ai

Que dia...

Você inventa o peso
e eu invento as costas.

Reuniões, greve, polícia, anti-greve, todo mundo falando merda, inclusive o Marcelo Tas, desencontros, desilusões e um silêncio profundo que, feito buraco negro, trouxe todo o peso justo e injusto para eu carregar.

Um comentário:

  1. quando o peso cair das costas, vai rolar um ruído imenso pra calar o silêncio profundo.

    ResponderExcluir