segunda-feira, 10 de setembro de 2012

18 meses depois

Isto, que não existe mais, pode voltar à vida? Voltará como renascimento ou como farsa?

Sentimos vergonha ou orgulho do que vivemos aos vinte e tantos anos?

Nenhum comentário:

Postar um comentário